Pesquisar este blog

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Retro e expectativa

Toro1

Nada de maldizer o ano que se acaba, como se nada tivesse dado certo, estivesse sem saúde, sem emprego, sem comida, sem teto e com o coração desprezado. Também, por ter esses direitos básicos e mais um pouquinho, vou louvar 2011 como um ano abençoado que me deu tudo o que preciso, embora não tenha dado tudo o que desejo.

Como todos os anos, ofereceu coisas excelentes, algumas mais ou menos e outras terríveis. E daí? Ces’t la vie e não o ano. O tempo não nos dá nada além de tempo, as demais coisas vêm por trabalho, acaso, coincidência, dádiva divina ou seja lá por que indecifrável caminho, o resto é herdado ou conseguido a fórceps.

No decorrer do ano, num país ingrato com os filhos que o constroem e administrado por mentirosos contumazes apoiados por desonestos compulsivos, o que de bom aconteceu foi por conta do esforço individual, uma vez que não temos esforço coletivo no Brasil. As associações de classe, sindicatos, federações e outros bichos que tais, são corporativistas, fisiológicos e jamais preocupados com o todo, com a melhoria de vida de todos os brasileiros. As coisas ruins, porém, são alimentadas por essas mesmas entidades que não conseguem dizer não ao governo nada popular, mas muito populista, que engana com um sorriso no rosto e os bolsos lotados.

 

Janeiro

- Dilma assume. Aos poucos tenta desligar-se da imagem de seu antecessor, mas termina dezembro sem ter, de fato, tomado as rédeas do país, sujeitando-se à malfadada base de apoio, formada por um saco de gatos e ratos.

- Em seu discurso de posse, assume uma “luta obstinada contra a pobreza” o que na prática significa “luta feroz contra a riqueza”, receita em prática em todo o mundo. Tornou-se um perigo ser rico nos dias atuais.

-Sindicância isenta Erenice 6% de culpa de tráfico de influência e enriquecimento ilícito, nepotismo e outros desvios éticos e morais.

- STF determina desarquivamento do caso Battisti, um joguinho de cena para ratificar tudo o que decidira antes e manter o assassino italiano sob a proteção do sindicato de ladrões em que se transformou o Brasil.

- Em Minas Gerais 16 pessoas morrem devido às chuvas. Esta pode não ser uma das principais notícias do ano, mas ao repetir-se, mês após mês, em vários estados, do Rio Grande do Sul a Pernambuco, passando por Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo, e por ser manchete recorrente ano após ano, fica patente que nada é feito para minimizar os danos das chuvas e evitar mortes. Centenas de brasileiros poderiam ter suas vidas mantidas e suas famílias seriam poupadas das dores se obras e fiscalização para evitar construções em áreas de risco fossem praticadas.

- Falhas no Sisu, Sistema de Seleção Unificada, do MEC, derruba o presidente do Inep. Mesmo erros ocorrendo ano após ano nas avaliações nacionais do MEC, Haddad, o incompetente e despreparado, continua intocável. Dá a presidência do Inep para uma pedagoga companheiríssima, vermelha até a medula.

 

Fevereiro

- Detectadas falhas, ou seja, fraudes, no seguro desemprego, o que leva a serem divulgadas novas regras em dezembro. Por outro lado, por não haver fiscalização eficiente e moralizada no programa de compra de votos, as safadezas na Bolsa Família continuam diante das vistas cegas do governo.

- O Ministério Público-RJ não abriu denúncia contra o ex-chefe da Polícia Civil, Allan Turnowski, que teria passado informações das operações policiais traficantes. Esta é mais uma demonstração que o estado do Rio de Janeiro está moralmente falido. Seguindo a receita do govewrno federal, Cabral faz joguinhos de cena, medidas populistas, prende quem mija em postes e faz disso propaganda oficial, ao mesmo tempo em que aplica a política de “espalha bandido”. São poucos os presos, um ou outro chefão para engrossar a publicidade, mas a máquina criminosa não é desmantelada, apenas muda de lugar e é exportada para outros estados, num irresponsável jogo de empurrar com a barriga.

- MP-MG abre ação contra o senador Clésio Andrade, do PR, por “irregularidades” no uso de R$ 60 milhões da Confederação Nacional dos Transportes. É apenas a ponta do iceberg podre que se esconde atrás da estrutura viciada dos transportes.

- A pseudo-oposição impetra ação no STF, a cara petista da Justiça, contra a decisão da presidente de reajustar salário mínimo por decreto. Filminho para inglês ver.

 

Março

- É divulgado vídeo em que a toda inocente deputada Jaqueline Roriz recebia dinheiro do todo justiceiro Durval Barbosa para seu caixa 2. Seus pares parlamentares, que sabem tudo de imoralidade e caixa 2 a inocentaram em votação no segundo semestre das acusações de falta de decoro parlamentar. Não por ter sido falta de decoro, mas por ela ainda não ser parlamentar na época das gravações. Inventaram o foro privilegiado para pré-parlamentares.

- Ocorre a tsunami no hoje quase totalmente reconstruído Japão, ao contrário do que ocorre nos flagelos anuais brasileiros. Nossa falta de vergonha é tão grande que o ministro Mercadante, no início do verão, ao invés de tranqüilizar as populações na áreas de risco de enchentes e desmoronamento aplicando verbas na prevenção dos males, afirma aos jornais que mais brasileiros morrerão com as próximas chuvas e isso é inevitável.

- Kassab cria o PK, partido do Kassab, também conhecido como PSD, muito longe de ser o moralista PDS dos bons tempos.

- O STF, numa demonstração que o desejo popular foi feito para ser desprezado, enterra a Lei dos Fichas Limpas. Para arrematar, em dezembro empossa Jáder Barbalho, o mesmo calhorda que há dez anos pediu renúncia ao ser cargo de parlamentar para não ter seus direitos políticos cassados.

- Morre o herói de barro José Alencar, ex-vice presidente. O dono das províncias de Maranhão e Amapá, não.

 

Abril

- Vítimas das enchentes no início do ano, no Rio, voltam para suas casas interditadas, esquecidas pelo estado.

- Maluco mata 11 crianças em escola no Rio. A escola tinha câmeras de segurança, mas não tinha qualquer segurança.

- Dilma vai à China vender minério de ferro e importar bugingangas.

- Marinha francesa, dois anos depois do acidente do avião da Air France, começa a resgatar corpos que o ex-presidente, numa de suas corriqueiras bravatas, disse que resgataria com facilidade, uma vez que conseguimos retirar petróleo de 7 mil metros de profundidade. Com sua insesibilidade, usa pessoas mortas como propaganda para o ainda inexplorado pré-sal, de olho na capitalização do saco sem fundo em que se transformou a Petrobras.

- Raul Castro propôs a limitação de mandatos em dois períodos de 5 anos. Isso não é nenhuma bondade democrática, apenas permitindo-se a vitaliciedade. Ah, os vermelhinhos e suas promessas popularescas.

- É anunciada uma rede, bancada pelo Banco do Brasil, para recolhimento de armas. Oito meses depois, mais de 35 mil armas são retiradas das mãos de cidadãos comuns, os assassinatos, porém, multiplicam-se e ninguém se dá ao trabalho de analisar esses dados. Civis desarmados são presas fáceis para bandidos.

- Rui Falcão é eleito presidente do PT. Se bem que eleição no PT é como eleição na União Soviética, em Cuba ou no Irã. Os caciques indicam um nome e o rebutalho vota sem oposição.

 

Maio

- Morre Bin Laden árabe, mas não o Bin Laden maranhense.

- Alagoas e Pernambuco têm mais de 100 mil desabrigados pelas chuvas.

- STF reconhece união estável entre homossexuais.

- Como um ENEM só já está dando dinheiro para gráficas particulares, Correios, Inep e sabe-se lá a quanto mais gente, o MEC anuncia que em 2012 serão dois exames.

- Anunciada a estratosférica multiplicação por 20 da fortuna de Palocci em apenas 4 anos. Só loteria para pagar prêmios tão bons.

- Honda demite 400 em São Paulo e reduz produção em 50%. No rastro, Grendene fecha fábrica no Rio Grande do Sul e a transfere para a China – efeito da viagem da presidente àquele país? – e Azaleia começa o processo de transferência de sua fábrica baiana também para a Ásia. E a patuléia continua cantando o crescimento nacional.

- Dilma suspende, mas não proíbe, a distribuição do kit-gay nas escolas. Os milhões gastos em sua elaboração multiplicar-se-ão em sua reformulação.

- Saboreando sua onipotência, Sarney tenta reescrever a história e tira da galeria de fatos históricos do Senado o impeachment de Collor, a quem defende como seu sucessor como presidente do Senado. A presidência é pouco para este senhor, de agora em diante, ou a divindade ou nada.

 

Junho

- Dilma anuncia pacote de R$ 700 milhões para região serrana fluminense, assolada pelas chuvas no início do ano. Este dinheiro é importante? Sim, claro, mas é paliativo em sua maior parte. É dinheiro para cobrir a cabeça, descobrindo os pés. Dom Pedro II já sabia o que deveria ser feito em relação à urbanização daquela área, mas parece que nossos engenheiros e modernos não estudaram a respeito, sem falar nos gestores públicos que não têm a mínima idéia de como gerenciar o problema.

- Bombeiros invadem quartel no Rio reivindicando melhorias salariais e de trabalho. São ignorados em seus pedidos e ofendidos verbalmente pelo governador, que deveria ser mediador e não agressor.

- Antecipando-se a Lupi, El Loco Chávez diz que Dilma roubou seu coração. Será que o coração do ditador estava no cofre do Adhemar?

- Palocci, 32 dias depois do anúncio de seu inexplicável enriquecimento, pede afastamento do ministério. Se dependesse de sua chefe, jamais sairia.

- Gleisi Hoffman, num inédito caso de nepotismo descarado, assume a Casa Civil, enquanto o marido mantém-se na pasta das Comunicações. E ninguém fala nada e todos fingem que não percebem.

- STF, como era de se esperar, mantém a decisão de Lula sobre Battisti, recusando recurso do governo italiano.

- STF libera manifestações pela legalização das drogas. Poderia aproveitar o momento e lançar a campanha: Diga sim às drogas, adote um ministro do Supremo.

 

Julho

- Morre Itamar. Sarney pega na alça do caixão, mas sem a menor intenção de entrar nele.

- Cai Alfredo Nascimento, ministro dos Transportes de malas pretas.

- Kassab dá incentivo fiscal para construção do estádio do Corinthians. Cidadãos de todas as torcidas bancam estádio de um clube só e todos aceitam caladinhos. País de lebres e ratos.

- Ocorre o massacre na Noruega. Para nossa infelicidade, Sarney é velho demais para fazer parte do encontro de jovens do partido político atacado pelo maluco.

- Morre Amy Winehouse, mas não El Bigodón.

- Cai Pagot, do Denit. Não é ministro, mas merece entrar nas lista.

 

Agosto

- Prefeito de Teresópolis, do PT, é claro, é afastado depois que um cidadão comum fez denúncias de desvio de verbas destinada a flagelados das chuvas. Cada cidade brasileira precisa de, pelo menos, uns três cidadãos como este.

- Jobim, da Defesa, cai em desgraça depois de falar verdades sobre seus companheiros de ministério e assumir que votou em Serra. Nunca a revista Piauí vendeu tanto. Logo depois recebe o pedido de sua chefe para que peça demissão. Ela não demite ninguém.

- O megalômano Celso Amorim assume a Defesa. Espero a declaração de guerra aos Estados Unidos a qualquer momento, desde então.

- Secretário executivo do Ministério do Turismo é preso por desvio de verbas. Pergunte aí se continua preso ou se devolveu o dinheiro desviado.

- Wagner Rossi, ministro da Agricultura, pede demissão depois de denúncias de roubos no ministério. Agora, pergunte aí se foi preso ou se devolveu o dinheiro desviado.

- Jaqueline Roriz é inocentada por seus pares, não apenas de legislatura, mas também de caixa 2.

 

Setembro

- Estudantes se mobilizam no Piauí durante cinco dias e impedem aumento nas passagens de ônibus. É lógico que a grande mídia não noticiou. Vai que a doença prolifera e os cidadãos de todos os estados resolvem se rebelar contra os abusos.

- No desfile de 7 de setembro, dezenas de milhares protestam em Brasília, São Paulo, Salvador, Fortaleza e várias outras capitais contra a corrupção e pela moralidade no trato da coisa pública. Houve algum efeito prático? Não, fomos todos solenemente ignorados pelas autoridades. Colocamos o rabinho entre as pernas e voltamos à nossa ignóbil posição de palhaços pagadores de impostos.

- Somente 13 (definitivamente o número do azar) escolas públicas colocam-se entre as 100 melhores na avaliação do ENEM. Isso comprova que não bastam cotas para negros, pobres e oriundos de escolas públicas para que ascendam socialmente, é preciso, antes de qualquer coisa, reformar toda a educação pública nacional. Mas isso dá um trabalho, né, Haddad? Né, pedagogos e “educadores” de esquerda? Né, politicamente corretos e erroneamente viventes?

- Cai Pedro Novais, o ministro-Viagra do Turismo.

- Morreu Cleto Falcão, o segundo-homem do caixa 2 de Collor. Mas o onipotente Sarney, senhor todo poderoso de todas as caixas e cofres, continua faturando.

- A ministra baranga tenta suspender comercial com Gisele Bündchen. A arrogância esquerdista não tem desconfiômetro e continua tentando, passo a passo, calar as vozes discordantes. Por sorte, muita sorte, ainda temos algumas vozes resistentes.

- STF faz Maluf, o intocável, réu por “suposta” lavagem de dinheiro. Se este senhor tivesse sido condenado e punido em unzinho que fosse dos seus milhares de processos, talvez diminuísse um micronésio nossa sensação de que completa impunidade aos safados federais e seus coligados.

 

Outubro

- Morreu Steve Jobs, um dos poucos homens na história da humanidade que mudaram os rumos do mundo.

- Mais uma ratada do ENEM e o inabalável Haddad. Questões da prova haviam sido mostradas a professores um ano antes e, óbvio, num país de desonestos, as questões vazaram. Lógico que MEC e seu braço Inep culparam as escolas e professores pelo vazamento, quase ninguém contestou, porém, a obrigatoriedade do ineditismo das questões.

- Cai Orlando Tapioca Silva, ministro dos Esportes, depois de muitas falhas administrativas e milhares de contratos duvidosos, inclusive com ONG de sua própria esposa.

- Maconheiros invadem prédio da USP. A desculpa é a truculência da PM, mas o fato que é apadrinhamento pelo DCE, UNE e sindicato dos servidores da universidade aos três maconheiros fantasiados de estudantes flagrados pela polícia com drogas dentro do campus.

- Divulgado o câncer eleitoreiro do ex-presidente.

 

Novembro

- Mais de 60 maconheiros e estudantes profissionais são detidos na reintegração de posse do prédio da USP. Em dezembro, cinco deles são expulsos. De vez em quando a gente vê autoridade com coragem de enfrentar bandidinhos privilegiados sem medo de fazer as leis serem cumpridas.

- Anunciada a candidatura de Haddad à prefeitura de Sampaulo. O segundo poste seguido que o ex-presidente, o inominável, tenta eleger. Neste caso há uma atenuante: os demais candidatos. Se ganhar Haddad, Serra (o menos mal), Russomano, Netinho de Paula, Chalita (que eu aposto que abrirá mão da candidatura para apoiar Haddad às custas de alguns trocados, a vice-prefeitura ou cargos) ou seja lá quem for, a cidade estará muito mal de administrador.

- Justiça bloqueia bens de Kassab. Coincidência isso ocorrer logo após o lançamento da candidatura de Haddad? Coincidência Kassab abrir-se para apoiar Haddad, pouco depois, em dezembro? Coincidência os bens do prefeito serem desbloqueados e o caso da ispeção veicular sair das manchetes dos jornais?

 

Dezembro

- Governo resolve prorrogar por mais 12 meses a mentira do desarmamento como remédio para acabar com os assassinatos. Que pedreiro entregaria sua pá ou carpinteiro entregaria seu serrote, sua ferramenta de trabalho, para o governo? Como esperar, então, que bandidos entreguem, por R$ 100,00 sua arma que pode render-lhe mais do que isso diariamente? Sem falar que o número de mortes por armas de fogo cresceram em razão inversa ao número de armas entregues.

- O ministro Pimentel, Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, vem para a berlinda. Seguindo os passos de Palocci, multiplica sua fortuna por meio de consultorias, que também pode ser lido tráfico de influência e informações privilegiadas. Ao contrário de Palocci, que fazia parte da cota do inominável ex-presidente, Pimentel é amiguinho de longa data da atual. Panfletaram juntos, assaltaram juntos, treinaram com armas juntos. Este não cairá na prometida reforma do ministério que deverá ocorrer em janeiro/fevereiro.

- Parlamentares, como em todo dezembro, preparam reajuste de salário acima da inflação. Privilégio de poucos, aqueles pouquíssimos que têm as chaves do cofre.

- Estudo europeu mostra que Brasil é sexta maior economia do mundo. Oh, que legal!, diz meu ufanismo. E daí?, pergunta meu duro realismo. A diminuição da pobreza dá-se por conta de maquiagens e empobrecimento da classe média; a indústria desacelera; os impostos alcançaram a mesma marca de arrecadação do ano passado em outubro, o que projeta uma carga tributária 30% maior do que a do último exercício fiscal; continuamos exportando matéria prima, ou commodities segundo o linguajar moderno, e importando produtos manufaturados; os juros da dívida interna estão assustadoramente altos, mais altos do que os que pagávamos ao vilão FMI de quem a esquerda propagandeia feliz que nos salvou de suas presas em nossa jugular... Sem falar que é fácil bater em cachorro morto. Em dezembro de 2010 as estimativas do governo era que o Brasil cresceria 4,5% (basta procurar os jornais da época para confirmar) e crescemos apenas 2,8%, o que não é crescimento real, apenas crescimento vegetativo. O falso crescimento que mantém o mesmo patamar do ano anterior. Já a Europa não cresceu. Estagnou ou regrediu, ou seja, não crescemos, os países que se colocavam à nossa frente é que regrediram. Podemos dizer que entre os ruins somos os melhores. Agora a projeção de crescimento para 2012 é de 3,4%, ou seja, mantida a proporção, cresceremos 2,11%. Em dezembro de 2012 lhes direi quem está certo, o governo ou eu.

- Anunciado o câncer de tireóide de Cristina Kirchner, causando um alerta ao governantes sulamericanos: participar do Foro de São Paulo e presidir ditaduras em banho-maria, causa câncer. Depois de Lugo, Chávez, Castro, Dilma e o inominável, agora La Kirchner.

 

Quanto às expectativas para 2012, não se assustem, mas não as tenho. Há muitos anos deixei de criar expectativas, desde que descobri que a desilusão só acontece quando se há uma ilusão anterior, a decepção só ocorre quando há confiança prévia. Vivendo no país em que vivemos, sob a direção dos homens e mulheres que nos governam, é suicídio confiar, ter esperança e ilusões.

Nos resta a força dos braços e das palavras para continuarmos trabalhando dia-a-dia, sol a sol, e a palavra para continuarmos nos opondo àquilo que julgamos injusto e danoso para o país e seus concidadãos.

Desejo porém, tenho. Que o Brasil continue igualzinho a 2011. Paradoxo depois de tudo o que foi escrito aí em cima? Não, medo. Como o país só vem piorando em sua moralidade, ética, transparência, democracia e honestidade, ano após ano, se em 2012 nos mantivermos na lama em que nos encontramos já será um ganho. Ou isso ou continuaremos piorando.

 

Excelente 2012 a todos!

 

©Marcos Pontes

5 comentários:

  1. Retro expectativa excelente. Choque de realidade. Cadê os comentaristas da Globo News, dos principais jornais para noticiarem esse tipo de retrospectiva? Todos foram comprados pela máquina estatal com nosso dinheiro e trabalham contra nós. Só nos resta a força dos braços, das palavras e da fé. E não é pouco. A verdade prevalecerá! Parabéns, Marcos.

    ResponderExcluir
  2. Retro expectativa excelente. Choque de realidade. Cadê os comentaristas da Globo News, dos principais jornais para noticiarem esse tipo de retrospectiva? Todos foram comprados pela máquina estatal com nosso dinheiro e trabalham contra nós. Só nos resta a força dos braços, das palavras e da fé. E não é pouco. A verdade prevalecerá! Parabéns, Marcos.

    ResponderExcluir
  3. Como sempre um excelente artigo `Parabens genio! e Feliz 2012 com a Beatriz e seu gatinho ( como se chama?)
    yo e zeca

    ResponderExcluir
  4. CARO MARCOS

    RETROSPECTIVA QUE NADA VEMOS DE BOM E DESEJAR QUE 2012 SEJA IGUAL É SE PROTEGER DAS ESPERANÇAS QUE CRIAMOS A CADA ANO QUE SE INICIA!!!
    DESISTIR DE LUTAR POR DECÊNCIA JAMAIS PASSARÁ PELA CABEÇA DOS BRASILEIROS DE BEM MESMO SABEDORES DA ÁRDUA E PROLONGADA JORNADA!

    Marisa Cruz

    ResponderExcluir
  5. Lelezinha_09 (Zinha)28 de dezembro de 2011 13:35

    Parabéns pela retrospectiva,Marcos!
    Muitíssimo bem feita!
    Gde abç.

    ResponderExcluir

Para evitar ofensas gratuitas a mim e a outrem e spams, os comentários estão sendo moderados. Os aprovados logo estarão exibidos. Obrigado por ter dado seu pitaco.